Operários da Arena Fonte Nova paralisam atividades em Salvador

Lindomar Assis

Direto de Salvador

Operários decidem por greve em assembleia

Operários que trabalham nas obras da Arena Fonte Nova, em Salvador, paralisaram as atividades nesta quarta-feira. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Pesada e Montagem Industrial da Bahia (Sintepav-BA), os trabalhadores reivindicam melhores condições de trabalho e tratamento respeitoso na execução das obras, entre outras coisas.

A decisão foi tomada no fim da manhã de hoje em assembleia, quando os operários fizeram uma manifestação em frente a uma das entradas do local de trabalho, na região do Dique do Tororó, um dos principais cartões postais da capital baiana.

Os trabalhadores se reúnem em assembleia na manhã da próxima quinta-feira, para saber se a paralisação irá continuar ou se as atividades voltarão ao normal.

Segundo o presidente do Sintepav, Adalberto Galvão, um dos motivos da paralisação se dá pelo não cumprimento de responsabilidades do Consórcio da Arena Fonte Nova com os operários.

“Primeiro, os trabalhadores não estão tendo descanso semanal remunerado, conforme combinado. Eles (os operários) não receberam uma parcela da complementação da cesta básica no valor total de R$ 180. Não foi paga uma segunda parcela de R$ 90. Não admitimos isso”, pontua Galvão, que não informou a que mês se refere o pagamento.

O presidente ainda reclamou da alimentação dos trabalhadores. “Queremos um cardápio integral para todos os trabalhadores. Quando os operários de um grupo vão almoçar, os outros grupos não têm a mesma refeição. Ou seja, se tem frango e carne para uma turma, quando um segundo grupo vai almoçar só encontra carne”, explica o presidente.

Muitos trabalhadores reclamaram também de cortes no salário. “Veja aqui o meu contra cheque. Era pra em receber R$ 900. Só estou com R$ 233. Está errado isso”, protestou um dos funcionários que não quis se identificar.

Operários também protestam contra o não pagamento de horas extras, o desvio de função, o autoritarismo de chefes e a falta de respeito no tratamento da relação patrão e empregado.

Em nota, o Consórcio Arena Fonte Nova disse não saber quais são as reivindicações. Afirmou ainda que está aberto à negociação e que aguarda uma comunicação oficial do Sintepav em relação à paralisação para que possa tomar as decisões.

Fonte: Terra Esportes

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em notícias Salvador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s